quinta-feira, 18 de abril de 2024

Sete Lagoas homenageia engenheiro Arnaldo Nogueira com nome de avenida

Foi publicada no dia 2 de outubro a Lei Nº 9.625, que denomina logradouro público como Avenida Arnaldo Nogueira, uma homenagem ao saudoso empresário e ex-secretário de obras de diferentes administrações em Sete Lagoas.  

A avenida fica no bairro Vitória da União, sendo que a via inicia-se na Avenida Prefeito Alberto Moura e termina no terreno da Vitória Participações Societárias, no mesmo bairro.

Conheça mais sobre o empresário

Arnaldo nasceu em Andiroba, município de Esmeraldas, no dia 24 de setembro de 1950 e se graduou em Engenharia Civil pela UFMG em 1973. Iniciou a carreira em Curitiba (PR), quando especializou-se em Cálculo de Estruturas de Concreto Armado e nesta área trabalhou na Petrobrás e na construção de pontes e edifícios. A partir de 1979 iniciou carreira na área pública.

Sempre no setor de obras e prestigiado pela sua qualidade técnica, esteve nas gestões dos prefeitos Afrânio Avelar, Marcelo Cecé, Ronaldo Canabrava, Leone Maciel e Marcio Reinaldo. Entre as principais obras na cidade estão Hospital Municipal, PA Central (Samu), boulevard da Renato Azeredo, Norte-Sul, urbanização das lagoas, terminal rodoviário, obras de drenagem e 28 pontes.

Seu último cargo público foi no Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), onde permaneceu por 22 meses. Arnaldo deixa oito filhos: Juliano, Adriano, Roberta e Manuela; Lucas, Rubens, Álvaro e Albert. 
 

Abaixo, sua carta de renúncia à presidência do SAAE, publicada na íntegra no SETE DIAS. Foi seu último cargo público, onde deixou importantes obras que contribuirão por muito tempo para o abastecimento público de Sete Lagoas:

Sete Lagoas, 15 de março de 2019.

Excelentíssimo Sr. Prefeito Municipal

Duílio de Castro,

Pelo presente instrumento, venho solicitar minha exoneração de presidente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), cargo que ocupei durante os últimos 22 meses a convite do então prefeito Leone Maciel.

Por motivos particulares e compromissos inadiáveis previamente agendados, deixo o cargo com certeza de que muito foi feito nestes quase dois anos frente a um dos principais patrimônios da população e do município de Sete Lagoas.

Vale pontuar um pouco dessa trajetória, marcada por desafios, mas que só foram superados graças ao comprometimento dos servidores públicos efetivos e contratados que atuaram com espírito de equipe e sinergia em prol de um SAAE mais forte, recuperando sua credibilidade junto à população e fornecedores.

Quando assumimos, nos deparamos com uma dívida junto a fornecedores de aproximadamente R$ 16,3 milhões. Atualmente, o SAAE encontra-se com suas finanças saneadas, estando com apenas cerca de R$ 1,2 milhões a vencer junto a fornecedores. Recuperamos a credibilidade junto ao mercado, pois voltamos a pagar fornecedores em dia e jamais atrasamos a folha de pagamento.

Os principais responsáveis por esse avanço: nossos servidores.

Outro grande desafio foi finalizar a Estação de Tratamento de Água (ETA) – obra que recebemos inacabada e ao mesmo tempo fundamental para que não faltasse água para os setelagoanos. A ETA só foi possível operar com maior capacidade após uma série de medidas emergenciais e investimento de recursos da Prefeitura de Sete Lagoas e SAAE.

Se em Janeiro de 2017 a vazão era de 216 mil litros/hora, hoje são enviados mais de um 1,2 milhão de litros/hora, o que gera 10 milhões de litros de água/dia; quantidade suficiente para garantir água de qualidade para aproximadamente 80 mil habitantes, o que abrange toda a região leste da cidade.

Com a mesma determinação e planejamento, com o objetivo de evitar perdas de água potável dentro do próprio sistema, foram executadas uma série de reformas em diversas unidades da autarquia, principalmente, nos reservatórios de onde é destinada a água para o abastecimento público.

Foram mais de 23 reservatórios reformados, que ganharam serviços de impermeabilização, pintura, reforço estrutural dentre outras medidas para contenção de perdas e melhoria do abastecimento. Também foram concluídas as obras de Elevatórias de Água Tratada que abastecem as quatro regiões da cidade.

Na nossa gestão também iniciamos as obras da tão esperada Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), na comunidade de Areias, após o bairro Tamanduá. O empreendimento foi projetado para atender uma população de 227 mil habitantes, com o horizonte final para o ano de 2033, quando é estimada uma população de 298 mil habitantes em Sete Lagoas.

A ETE é uma importante obra para a melhoria das condições sanitárias e ambientais do município e consequente melhoria da qualidade de vida da população. Por desacordos e pedidos esdrúxulos de reajuste no valor do empreendimento pela então empresa vencedora da licitação, o contrato reincidido e outra licitação está em andamento, com previsão de julgamento das propostas para 26 de abril de 2019.

De forma inédita e transparente, desengavetamos o estudo hidrogeológico existente no SAAE, firmamos um convênio com a UFOP (Universidade Federal de Ouro Preto) e colocamos em prática o que foi possível com os dados que o mesmo revelava. O momento é de preservação, de proteger as áreas de recarga do nosso lençol freático. Saber como lidar com nossos poços profundos. Este é um trabalho que, certamente, servirá de referência para as próximas gerações. A partir desse estudo, também foi dada a largada para a criação das APAS (Áreas de Proteção Ambiental) Machado e Marinheiro, importantes reservas naturais do nosso aquífero.

Com o mesmo empenho, equipes foram formadas no SAAE e serviços que impactam o dia a dia dos moradores ganharam em qualidade e rapidez. Ainda há muito o que ser feito, como a construção de um reservatório de 10 milhões de litros no bairro São João, o que vai garantir reserva suficiente para abastecer em tempos de crise ou em decorrência de alguma manutenção do sistema que atende toda a região norte da cidade.

E uma das últimas ações que já iniciamos e que pode significar um futuro promissor para o SAAE, é sua afiliação junto à Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais – ARSAE/MG. Dentre os objetivos da agência, a mesma é responsável por regulamentar e fiscalizar a prestação dos serviços públicos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário dos associados; editar normas técnicas, econômicas, contábeis e sociais, incluindo o regime tarifário, para a prestação de serviços públicos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário em Minas Gerais, dentre outros. Com a afiliação junto à ARSAE a autarquia se tornará cada dia mais autossustentável e viável.

Agradeço os servidores do SAAE pelo empenho por acreditar no projeto que colocamos em prática e pelo sucesso nas mais diversas frentes de trabalho; a parceria com a Câmara Municipal e vereadores; e, por fim, agradeço a confiança do então prefeito Leone Maciel e do atual, Duílio de Castro, para tornar o SAAE um órgão viável e capaz de suprir as demandas de uma cidade com características específicas e desafios bem definidos no que diz respeito ao abastecimento público de água e destinação do esgoto.

Atenciosamente,

ARNALDO NOGUEIRA
Presidente do SAAE”

imagem

Arnaldo Nogueira durante sua passagem pelo SAAE, em 2017

Com informações de Linda Martins.

Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3