quarta-feira, 24 de abril de 2024

Sete Lagoas tem 63.855 trabalhadores com carteira assinada: veja setores que mais empregam

O Brasil criou 130 mil vagas com carteira assinada no mês de novembro de 2023, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados na tarde da última quinta-feira, 28 de dezembro, pelo Ministério do Trabalho e Emprego. Já Minas Gerais fechou o 11º mês do ano com saldo positivo de 808 postos de trabalho. Desses, 72 foram criados em Sete Lagoas, resultado de 2.374 desligamentos e 2.446 admissões.

Esse é o sexto melhor saldo positivo do ano para o Município, depois de dois meses de saldos negativos, fruto, em parte, das contratações temporárias em função das festas de final de ano. Nos 11 primeiros meses do ano, o município teve 30.130 admissões e 28.544 desligamentos formais (com carteira assinada), gerando um saldo positivo de 1.559 vagas líquidas no ano, até o momento. No total, a cidade possui 63.855 trabalhadores com carteira assinada, segundo o Caged. Entre os setores, quem mais gerou vagas líquidas em novembro foram serviços (129) e comércio (53). Já os demais setores apresentaram resultados negativos: indústria (-60), construção civil (-44) e agropecuária (-6).

Embora os resultados pareçam tímidos à primeira vista, tendo por base apenas novembro de 2023, comparando Sete Lagoas às cinco cidades mineiras de população semelhante (entre 200 mil e 300 mil habitantes), o município ficou atrás apenas de Lagoa Santa, que gerou 90 postos de trabalho. Governador Valadares gerou 66 vagas líquidas, Divinópolis criou 33 empregos formais, enquanto Ipatinga teve saldo negativo de 1.290 vagas perdidas.

Empreendedorismo
Segundo informações da Sala Mineira do Empreendedor de Sete Lagoas, foram formalizadas 95 novas inscrições de CNPJs em janeiro, 83 em fevereiro, 102 em março, 94 em abril, 108 em maio, 117 em junho, 111 em julho, 135 em agosto, 101 em setembro, 97 em outubro e 82 em novembro de 2023, num total até o momento de 1.125 novos cadastros de pessoas jurídicas na cidade, um recorde em relação aos últimos quatro anos. Já o Sebrae local registrou 97 novos MEIs em janeiro, 55 em fevereiro, 10 em março, 101 em abril, 61 em maio,93 em junho, 177 em julho, 136 em agosto, 89 em setembro, 121 em outubro e 135 em novembro, somando até o momento 940 novos microempreendedores individuais no município.

Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3