quarta-feira, 24 de abril de 2024

Sem Reserva – 26.01.24

DIREITO DE IR E VIR

O médico e ex-vereador Caio Dutra agitou as redes sociais políticas ao soltar um vídeo durante o pré-Carnaval na Lagoa Paulino, no domingo passado. Visivelmente nervoso, ele reclamou que teve o seu direito de ir e vir cerceado e que acionaria o Ministério Público. Segundo Dutra, o ambiente é público e, junto com sua turma, ele teria sido barrado de entrar em um espaço específico de frente ao Restaurante Quatro Estações.

Estes eventos são realizados em espaços públicos e o acesso às atrações deve ser totalmente gratuito.

ELEIÇÕES 2024

O prefeito Duílio de Castro desmentiu, em suas redes sociais, uma notícia que foi publicada na terça-feira (23/01) por um site da cidade. Conforme a publicação, ele teria consultado a Justiça Eleitoral sobre a possibilidade de ser candidato este ano e que, supostamente, estaria inelegível. Duílio classificou a matéria como “mentirosa e tendenciosa com o simples objetivo de tumultuar o meio político de Sete Lagoas”. 

VAI PROCESSAR

O prefeito também confirmou que sua assessoria jurídica já prepara uma ação criminal contra o proprietário do site, que já teria sido identificado. Duílio de Castro afirmou que não fez qualquer consulta à Justiça Eleitoral com relação às eleições e que continua com sua rotina normal de trabalho. “Nunca representei recurso com este fim. Fui eleito para trabalhar por Sete Lagoas e faço isso durante todos sete dias da semana”, ressaltou.

TÁ TRANQUILO

O prefeito se diz “tranquilo e feliz” porque a divulgação de “fake news” em uma época tão distante da eleição demonstra um forte desespero de seus adversários. “Sete Lagoas não merece isso. Todos deveriam trabalhar. Vou ganhar (do site) na Justiça”, finalizou.

ECONOMIA DE R$ 415 MIL

O vereador Caio Valace, presidente da Câmara Municipal de Sete Lagoas, solicitou junto à Secretaria Municipal de Educação um estudo sobre o custo das linhas de transporte escolar que atende os bairros CDI I, CDI 2, Monte Carlo e Canadá.  Com a informação, o vereador fez uma proposta que vai resultar para os cofres públicos uma economia de aproximadamente R$ 415 mil, anuais, somente naquela região. A solução foi dada e aprovada por unanimidade pelo Legislativo, além de sancionada pelo prefeito Duílio de Costa.

A PROPOSTA

E qual foi a proposta? Aproveitar o espaço ocioso da Escola Técnica de Sete Lagoas durante o turno da manhã e garantir que 337 alunos, que hoje dependem do transporte público escolar, estudem no local, que foi denominado como Escola Municipal Isis da Silva Oliveira, até a construção de sua sede própria prevista ainda para este ano.  Até a efetivação da proposta, os 337 alunos que moram naquela região tinham que se deslocar para as escolas municipais Professor Teixeira da Costa, Professora Elza Moreira Lopes, Professor Galvão, Lucas Rodrigo e Alípio Maciel Fonseca, gerando um custo de R$ 415 mil anuais para o município.

PREFEITO DE INHAÚMA ABSOLVIDO

Na quarta-feira (24/01), o prefeito de Inhaúma, Geraldo Custódio Silva Júnior (PSD), o Juninho, foi julgado e absolvido pela Câmara Municipal. A sessão que poderia culminar com a cassação do prefeito estava relacionada à suspeição no processo de compra de máscaras durante a pandemia da Covid-19. O plenário decidiu pela improcedência das acusações e o processo foi arquivado.

Votaram contra a cassação os vereadores David Roberto Alves, Leandro Dias dos Santos, Rogério Angelino da Silva, Ângelo Ferreira e Cristiane Aparecida Ferreira de Sousa. Votaram pelo afastamento de Juninho, mas foram vencidos, os vereadores Rodrigo de Carvalho Gomes, Marco Paulo Carvalho Costa, Mário José Vieira e Rogério de Oliveira Costa.

A ACUSAÇÃO

O processo de cassação apontava que as máscaras foram supostamente adquiridas por R$28,70 a unidade – segundo o Tribunal de Contas de Minas Gerais – enquanto as máscaras custavam, em média, R$ 8,27 a unidade. A empresa responsável pela venda de máscaras também foi questionada quanto à sua qualificação para comercializar o produto. Porém, a maioria dos vereadores decidiram pela absolvição do prefeito Juninho.

DR. MARCELO CHAVES

Morreu na terça-feira (23/01) o dentista Marcelo Barbosa Chaves. Muito conhecido na cidade, ele mantinha consultório odontológico na rua Governador Milton Campos, Centro, em Sete Lagoas. Profissional muito querido na cidade, era amigo do ex-prefeito Marcelo Cecé e demais agentes políticos que fizeram parte da história da política local.

EM FORTUNA

Foi inaugurada na última quarta-feira (24/01), em Fortuna de Minas, a expansão da rede elétrica do bairro Bela Vista. O prefeito Cláudio de Nicote marcou presença e exaltou a obra realizada na região da estrada que dá acesso a Três Barras, próximo à cerâmica.

Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3