quarta-feira, 24 de abril de 2024

Santana de Pirapama e Cordisburgo sofrem com falta de telefone e instabilidade de operadoras

Desde o início desta semana, moradores de Santana de Pirapama e Cordisburgo, reclamam e sofrem com a falta de sinal de telefonia e de Internet. 

De acordo com Paulo Claudino Avelar, de Santana de Pirapama, a torre que alimenta a operadora Vivo vem apresentando problemas. “Os usuários estão sem telefonia móvel e de transmissão de dados, o fato se repete há três meses. É uma vergonha!”, afirmou.

Já em Cordisburgo, Humberto Corrêa afirma que problema semelhante é vivenciado no município, só que com a operadora Oi, que hoje é administrada pela Claro.

– É a terceira vez este ano que os comerciantes e moradores da cidade ficam sem prestação  de  serviços da Oi.  Nas duas vezes anteriores, o motivo informado pela empresa foi furto dos cabos, e dessa vez parte da população já está há mais de 30 dias sem os serviços  e o prazo de restabelecimento sempre sendo prorrogado.  É uma vergonha, lamentou Humberto.

O problema vem se repetindo em toda região, até mesmo em Sete Lagoas. Interrupções frequentes nos serviços da telefonia fixa e internet vêm gerando uma insatisfação coletiva. 

– Tendo esse problema frequente;  pergunto: já houve algum posicionamento oficial sobre medidas para prevenir futuros furtos e melhora da infraestrutura na região? Não temos conhecimento, completou Corrêa.

Além de moradores, comerciantes que trabalham com vendas de tele-entrega penam o problema, o que reflete em prejuízo financeiro.

A Vivo, em resposta ao prefeito de Santana de Pirapama, Sargento Dalton Soares, informu que: “…de fato estamos com uma falha em Santana do Pirapama, mas a equipe técnica já está atuando para normalização. Não obstante, as redes 3G e 2G estão operacionais”. Porém, a ausência de telefonia continua.

A redação procurou a Oi, para falar da insatisfação dos moradores de Cordisburgo, mas ainda sem retorno.

LÍDERES DE RECLAMAÇÃO

Oito das 10 empresas com mais reclamações nos Procon’s de Minas Gerais neste ano são operadoras de telefonia ou bancos. É o que mostra ranking elaborado pela Secretaria Nacional do Consumidor, por meio do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec Nacional). 

Entre as seis primeiras colocadas estão as quatro principais operadoras de telefonia: Oi (1º lugar com 9.759 chamados), Vivo (2º lugar com 5.663 atendimentos), Claro (5º lugar com 3.654 queixas) e Tim (6º lugar com 3.516 reclamações).

ANATEL

Segundo o site Reclame Aqui, já foram registradas 138.077 queixas só nos primeiros cinco meses deste ano. Em 2022, foram 338.945 notificações. Recentemente, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) multou a Tim em 1,93 milhões devido ao excesso de reclamações contra a operadora. Só neste ano, a Anatel aplicou R$ 551,5 milhões em multas de 280 processos contra o setor em Minas. 

Matéria em atualização. 

Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3