quarta-feira, 24 de abril de 2024

Madrugada de “Rolezinho de Natal” de motociclistas termina com acidentes, apreensões e até homicídio em Minas

Várias cidades registraram centenas de ocorrências de motocicletas em alta velocidade e fazendo muito barulho; Em Pedro Leopoldo, evento terminou em acidente e em Sete Lagoas, houve apreensões e prisões

Motociclista colidiu com viatura ao tentar fugir de abordagem. Foto: Reprodução PorDentrodeTudo

A madrugada desta segunda-feira de Natal (25) foi marcada por uma série de ocorrências em várias cidades mineiras relacionadas à motociclistas em alta velocidade fazendo muito barulho (“rolezinho”).  Em Pedro Leopoldo, a Polícia Militar (PM) agiu rápido e conseguiu interceptar os motociclistas, mas um deles acabou colidindo contra uma viatura. Em Sete Lagoas, motocicletas foram apreendidas e pilotos foram presos. Em Belo Horizonte, houve mobilização da PM para atender os inúmeros chamados e também apreensões de motocicletas. 

A Polícia Militar de Pedro Leopoldo recebeu informações sobre um grupo de cerca de 20 motocicletas que se deslocavam para o centro da cidade para realizar manobras perigosas, conhecidas como “rolezinho”, evento divulgado nas redes sociais. Isso desencadeou uma operação policial de cerco e bloqueio na Avenida Francisco Azevedo com Rua Cristiano Otoni. Durante a ação, as motocicletas foram flagradas promovendo direção perigosa, realizando manobras arriscadas em apenas uma das rodas, colocando em risco outros condutores e pedestres.

Ao tentar fugir da abordagem, os motociclistas evadiram pela contramão na Rua Comendador Alves, subindo na calçada de pedestres e passando pelos cruzamentos em alta velocidade. Uma operação de cerco e bloqueio foi montada, resultando em uma colisão entre uma motocicleta e a viatura no cruzamento da Rua Rômulo Joviano com Rua Suzana Passos. O piloto expressou interesse em assinar um termo de compromisso de ressarcimento pelos danos causados na viatura. O caso foi registrado para adoção de providências subsequentes, destacando a atuação policial para coibir comportamentos perigosos nas vias públicas.

O Centro de Sete Lagoas também foi alvo de uma operação policial intensiva em resposta a informações que cerca de 20 indivíduos planejavam promover um “Rolezinho de Natal”. Os motociclistas, em atitudes temerárias, trafegavam pela contramão, empinavam e desrespeitavam sinais semafóricos, colocando em risco pedestres e condutores. Uma motocicleta sem placa, modelo Honda XR 250 Tornado, foi abordada e o condutor declarou espontaneamente estar participando do “Rolezinho”. 

Durante o acompanhamento pelo sistema de videomonitoramento, duas outras motocicletas foram flagradas fugindo pela contramão de direção. Diante da infração, os veículos foram removidos para o Auto Socorro de plantão (Socorro Fênix), e os condutores receberam voz de prisão em flagrante delito pelo crime tipificado no art. 308 do Código de Trânsito Brasileiro. As medidas administrativas e judiciais foram adotadas para assegurar a ordem e a segurança da população.

Belo Horizonte

Na capital, a porta-voz da Polícia Militar de Minas Gerais, major Layla Brunella informou ao jornal O Tempo que houve “um volume grande de chamadas referentes a essa prática. Um fenômeno diferente para uma noite de Natal. Mas tivemos resposta imediata das guarnições. Em todos os bairros onde houve chamados, tivemos a atuação da PM, além de várias apreensões de motocicletas em BH e na região metropolitana. No contexto geral, são crimes relacionados à perturbação do sossego e direção perigosa, pois são manobras que os motociclistas fazem em via pública, que são proibidas, mas, durante as abordagens, outros crimes surgem, como documentação irregular, furto, etc”.

Homícidio

Já na cidade de Matias Barbosa, na Zona da Mata de Minas, conforme o Boletim de Ocorrência (BO), um sargento da reserva, de 53 anos, atirou contra motociclistas e é suspeito de ter matado um deles. O militar relatou que estava dormindo quando foi acordado pelo barulho provocado pelas motos. Ainda conforme a versão do militar, ele foi até a rua e efetuou disparos de advertência para o alto por se sentir ‘intimidado’ e ‘coagido’. Mesmo assim, as manobras continuaram e, então, ele atirou na direção de um imóvel localizado em frente à casa dele, a bala atingiu um dos participantes do rolezinho, que não resistiu e morreu. O militar foi detido e encaminhado à sede do 27º Batalhão da PM.

Atualizado em 25/12/23, às 19h10 – Fontes: O Tempo, Itatiaia e pordentrodetudo.com.br

Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3