quarta-feira, 24 de abril de 2024

Inhaúma e Circuito das Grutas na Feira Nacional de Artesanato na Expominas

Considerada a maior feira de artesanato da América Latina, evento acontece até o domingo (10/12)

33ª Feira Nacional de Artesanato, em 2022. Foto: FNA

A 34ª Feira Nacional de Artesanato começou na última quarta-feira, 06, e se estende até o domingo, 10. Com uma programação diversificada, o evento acontece na Expominas, em Belo Horizonte.

Com o tema “Arte Naif” (termo que significa ingênuo ou inocente), a tradicional feira de artesanato chega em Belo Horizonte com homenagem a 20 artistas e uma cenografia interativa, em que os próprios visitantes podem pintar, desenhar, bordar e praticar todo tipo de arte ao entrar no evento. Com 674 estandes e mais de 3 mil expositores, a expectativa é que o evento receba aproximadamente 130 mil visitantes, além de artesãos de todo o Brasil e também representantes de outros países.

O evento reserva 10% da área para as comunidades indígenas, Apaes, programas sociais e terceira idade. Conta com o “Espaço Indígena” com 34 etnias indígenas de todas as regiões brasileiras, “Espaço Pet” e 80% dos visitantes têm acesso gratuito através de distribuição de convites físicos e virtuais. Além disso, maiores de 60 anos, menores de 12 anos e PCDs, tem também entrada gratuita nos cinco dias.

Para aqueles que não puderem participar presencialmente da feira, uma gravação de 360º ficará disponível até dezembro de 2024.

A expectativa é que a movimentação leve uma venda direta dos artesãos, com média acima de 50 milhões de reais, fora os contatos que realizam para as vendas futuras.O cronograma é extenso e conta com espaços interativos em diversas áreas do pavilhão, oficinas e shows.

Oficinas:
SALA 01
06/12, quarta-feira
13h às 16h – Costura Zig Zag com Nilceia Ludikiewickz
17h às 20h – Oficina Livre

07/12, quinta-feira
1h às 16h – Bordado misto, pintura com bordado com Parisina Eris
17h às 21h – Oficina Livre

08/12, sexta-feira
11h às 14h – Cerâmica com Armando Ribeiro
15h às 18h – Entalhe em Madeira com Ismael Rodrigues
19h às 21h – Oficina Livre

09/12, sábado
11h às 14h – Bordado em Bastidor com Nádia Correia
15h às 18h – Pintura com Bruno Araujo
19h às 21h – Oficina Livre

10/12, domingo
11h às 14h – Oficina Livre
15h às 18h – Bordado em Bastidor com Ronaldo Moreira
19h às 21h – Oficina Livre

SALA 02
06/12, quarta-feira
13h às 16h – Pintura em Papel com Alexandre Rosalino
17h às 20h – Pintura em Tela com Aparecida Guevara

07/quinta-feira
13h às 16h – Pintura em Tela com Márcia Nunes
17h às 21h – Pintura em Madeira com Adriana Souza

08/12, sexta-feira
11h às 14h – Imã de Geladeira com Angela Rosalina
15h às 18h – Técnica de xilogravura com João Pedro
19h às 21h – Pintura em tela com Leodemir Soares

09/12, sábado
11h às 14h – Pintura em Tela com Patrícia Helney
15h às 18h – Pintura em Cartão com Sandra Scavassa
19h às 21h – Pintura s/tela e objetos com José Roberto

10/12, domingo
11h às 14h – Escultura em Papier marche com Salene Guarisa
15h às 18h – Óleo Sobre Tela com Ludorico e Giovanni
19h às 21h – Oficina Livre

Shows
06/12, quarta-feira
15h30 – Charanga POP
17h30 – Alexandre Rezende e o Samba Caipira
19h30 – Wilson dias

07/12, quinta-feira
15h30 – Grupo Bença Valentim
17h30 – Paulinho Fontes
19h30 – Hugo Silva

08/12, sexta-feira
12h00 – Terno de Binga
15h30 – Terno de Binga
17h30 – Banda Analógica
19h30 – Grupo Band’alho

09/12, sábado
12h00 – Aruanda
14h30 – Maracatu Lua Nova
17h00 – KK convida Diogo Senna – Clássicos do POP Rock
18h00 – Quadrilha Fogo de Palha
19h30 – Trio Gandaera

10/12, domingo
12h00 – Realejo
15h30 – Arturos
17h00 – Everton Coroné
18h00 – Maracatu Lua Nova
19h30 – Paulinho Fontes Trio

A feira começou em 1989 com apenas 60 estandes e 200 expositores e hoje é considerada a maior da América Latina.

Em 2019, 5 mil expositores de todos os estados do Brasil e outros 12 países da América Latina, África e Europa, ocuparam mil estandes do maior centro de convenções de Minas Gerais, o Expominas. Cerca de 130 mil visitantes movimentaram 65 milhões de reais.

Em 2020, para adaptar-se aos protocolos sanitários, diminuiu o número de estandes para 497 com 2000 expositores e mais de 29 mil visitantes que adquiriram R$10 milhões em vendas.

Em 2021, manteve-se a configuração de 2020, por causa ainda da COVID, com 800 estandes e uma visitação de 80 mil pessoas.

Em 2022, teve a participação de 3200 artesãos e uma visitação de 117 mil pessoas, atingindo uma venda de mais de R$ 40 milhões de reais

Agora, em 2023, volta a sua configuração original de 2019.

Organizada pelo Instituto Centro CAPE, a Feira Nacional de Artesanato faz parte do Calendário Brasileiro de Exposições e Feiras, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

O correspondente do 7DiasNews, Israel José Lanza, de Inhaúma, marcou presença no evento e mostrou um pouquinho do que está rolando. Confira:

O Circuito das Grutas também marca presença na Feira Nacional de Artesanato. Veja onde encontrar as exposições:

Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3