segunda-feira, 15 de julho de 2024

Escritora sete-lagoana lança primeiro livro na III edição da Semana da Consciência Negra da Arasciat

Escritora e professora pela UFMG, Ariele reuniu contos que representam e humanizam os corpos negros

Reflexos é o primeiro lançamento da escritora mineira Ariele S. Santos/Foto: Divulgação

Na próxima quarta-feira, 22, às 19h, a escritora sete-lagoana, Ariele S. Santos, realiza o lançamento de seu primeiro livro, “Reflexos”, na 3ª edição da Semana da Consciência Negra, na Associação de Resistência Afro-brasileira Sociocultural Ilè Asé T’Nanã (Arasciat).

O livro reúne uma coletânea de contos escritos por Ariele ao longo dos anos. Nele, a escritora apresenta personagens que são invisibilizados e marginalizados na sociedade, seguindo o estilo da literatura afro-brasileira. A obra denuncia o racismo sem fazer dele o tema, mas humanizando corpos negros. Para Ariele, representar as belezas da população negra, além de importante, é uma honra. “A importância é gigantesca, principalmente por meus personagens serem negros. Buscar representar essas pessoas que são parecidas comigo, é uma honra’, conta.

Envolvida na organização do livro há cerca de um ano, a escritora buscou a fidelidade com suas criações que vêm desde criança. “A escrita foi feita ao longo de vários anos. Mas há um ano atrás eu criei as seções e organizei o livro todo. Foi bonito ver textos de diferentes épocas dialogando entre si. Mostra que minha identidade como escritora prevaleceu”, ressalta. Ariele conta ainda que tem se surpreendido com o retorno do público que tem relatado interpretações diversas de sua criação. Para além de poder retratar personagens que se assemelham com sua própria história, trazer seu trabalho ao mundo está sendo uma experiência de trocas positivas.

“O retorno do público é incrível. Já recebi interpretações diversas para meus textos, coisas que eu nem imaginava. Está sendo muito bom tirar os trabalhos da gaveta. Minha expectativa com os lançamentos é conseguir me conectar com o público ao ouvir meus leitores”, conclui.

Ariele S. Santos

A escritora
Ariele S. Santos é mineira de Sete Lagoas, tem 24 anos e sempre gostou de literatura, de criar narrativas e de cercar-se por livros e histórias. Professora formada em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), realizou pesquisas sobre Literatura Afro-Brasileira (2020) e Representações Negras Positivas em Ambientes Virtuais (2023). Em seus contos, coloca um pouco de suas vivências, sonhos, das pessoas que vê pelas ruas e das que fizeram parte de sua construção e caminho. Em seus textos, busca representar a cultura afro-brasileira, colocando a vida como uma celebração. Para ela, “o ato de escrever cria possibilidades: espaços e caminhos são abertos”.

Outros eventos de lançamento
Além de lançar “Reflexos” na 3ª Semana da Consciência Negra da Arasciat, em Sete Lagoas, a escritora vai realizar lançamentos também em Belo Horizonte. No domingo, 19, o livro estará no Festival Literário Internacional, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), das 16h às 17h.

Na UFMG, Ariele irá compor uma roda de conversa sobre o livro no Jardim Mandala (FAE), na terça-feira, 21, às 19h30. “Reflexos” terá, também, um lançamento online com o Apoio Pedagógico da Faculdade de Letras/UFMG na segunda-feira, 27, a partir das 19h.