terça-feira, 18 de junho de 2024

Com atuação perfeita e ótima arbitragem: Flamengo 0 x 3 Atlético

por Chico Maia

Foto: twitter.com/Flamengo

Que exibição do Atlético, amassando o Flamengo no Maracanã

A arbitragem do catarinense Ramon Abatti Abel (FIFA) foi impecável, o Galo foi melhor do que nos 3 a 0 contra o Grêmio, e o placar foi outro 3 a 0, agora, fora de casa.

No Maracanã, também com o apoio de milhares de atleticanos que empurraram o time o tempo todo, uma atuação de cair o queixo, de todo o time, começando pelo Everson que fez quatro defesas espetaculares, três de cabeceios, outra, cortando cruzamento rasteiro do Cebolinha, que terminaria em gol, caso não houvesse a interceptação.

Defesa, meio e ataque impecáveis. Felipão pôs o time para jogar, sem abusar no ataque, e sem ficar encurralado pelos donos da casa. Teve 53% de posse de bola no primeiro tempo, sem erros de passe e contra-ataques perigosíssimos. Num desses, Paulinho recebeu assistência magistral do Hulk e abriu o placar, aos sete minutos.

No segundo tempo, o Flamengo quis voltar com tudo, mas o primeiro contra-ataque do Galo foi mortal. Em alta velocidade Edenilson recebeu de Paulinho e caprichou na saída do goleiro Rossi, ampliando para 2 a 0. Com Arrascaeta bem marcado, sem espaço para criar e atuação perfeita de todo o Atlético, Rubens, em outro belíssimo contra-ataque, aproveitou cruzamento rasteiro do Pavón e matou o jogo fazendo 3×0.

Outra vitória convincente, com as mexidas do Felipão dando muito certo. Tirou o desacreditado Edenílson da cartola do banco, deu moral, e ele fez outro jogo sensacional com a camisa do Atlético. As duas melhores partidas que vi dele até agora. No primeiro tempo Scolari teve que substituir Saravia, contundido aos 40 minutos, por Mariano, que entrou muito bem. No intervalo outra necessidade de mudança: Mauricio Lemos, também machucado, deu lugar a Igor Rabello, que manteve a qualidade.

Time cuja atuação ficará na memória dos atleticanos por muito tempo, por causa do empenho e atuação:  Everson, Saravia (Mariano), Mauricio Lemos (Igor Rabello), Jemerson e Guilherme Arana; Otávio, Edenílson, Zaracho (Alan Franco) e Igor Gomes (Rubens); Paulinho (Pavón) e Hulk. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Um ano no Atlético e duas grandes partidas do Edenilson desde que foi contratado. E hoje brindado com um belo gol contra o Flamengo (Foto: twitter/Atlético)

O passe do Hulk para Paulinho abrir o marcador foi espetacular: