domingo, 23 de junho de 2024

Sete Lagoas não receberá vacina contra a Dengue: índice de contaminação pela Chikungunya é maior

Saiba motivo da ausência de Sete Lagoas entre as cidades que receberão vacina contra a Dengue

Vacina Qdenga (TAK-003) foi produzida para combater a dengue e vem sendo usada no país. Foto: Acervo Sabin

O Ministério da Saúde publicou a lista dos municípios mineiros selecionados para receber a vacina contra a Dengue, mas Sete Lagoas não será contemplada. Os critérios para a seleção levam em consideração três pontos, sendo municípios com mais de 100 mil habitantes, com alta transmissão de Dengue e com maior predominância do sorotipo DENV-2. Porém, no momento, Sete Lagoas apresenta maiores índices de contaminação pela Chikungunya e, por isso, não atende uma exigência básica da seleção. 

Vinte e duas cidades de Minas Gerais estão entre os 521 municípios brasileiros selecionados pelo Ministério da Saúde para iniciar a vacinação via Sistema Único de Saúde (SUS) a partir de fevereiro. Os locais compõem um total de 37 regiões de saúde que, segundo a pasta, são consideradas endêmicas para a doença.  Serão vacinadas as crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos, faixa etária que concentra maior número de hospitalização por Dengue.

De acordo com último boletim do Departamento de Epidemiologia da Prefeitura de Sete Lagoas (Informações lançadas no Sistema de Informação de Agravo de Notificação – SINAN), Sete Lagoas já registrou 592 casos suspeitos de Dengue e 1.097 de Chikungunya. Os dois primeiros boletins de 2024 totalizam 386 casos confirmados de Chikungunya e 47 de Dengue.

Com Assessoria