segunda-feira, 15 de julho de 2024

Sete-lagoano mata morador em situação de rua, em Blumenau (SC), com facadas pelas costas

Um homem em situação de rua foi morto a facadas em frente a um supermercado de Blumenau, em Santa Catarina, na tarde da última sexta-feira (3). O autor é natural de Sete Lagoas (MG) e chama-se Gleidson Tiago da Cruz, 41 anos, profissão tecelão, que vivia com a esposa e a filha de apenas 2 anos a 130 metros do supermercado onde esfaqueou a vítima.

Gleidson Tiago da Cruz, 41 anos, é natural de Sete Lagoas. Foto: Reprodução/Redes Sociais

Giovane Ferreira da Silva de Oliveira, de 29 anos, levou cinco facadas durante uma discussão com o autor do crime, de 41 anos, após tentar vender uma paçoca à filha dele. Segundo a polícia, o crime foi cometido com uma faca de posse de Cruz. Há gravações das câmeras de segurança do supermercado mostrando Cruz perseguindo a vítima e o esfaqueando pelas costas.

O juiz Eduardo Reis converteu a prisão de Cruz em prisão preventiva após a audiência de custódia, realizada no último sábado (4). O magistrado não acatou a tese da defesa do acusado – de legítima defesa.

Conforme Rodolfo Warmeling, advogado de defesa, a discussão teria ocorrido pelo desrespeito por parte da vítima, “seguida por uma ameaça velada à integridade física da filha menor de idade do autor”.

“Inviável dizer que o indiciado agiu em legítima defesa, ao menos neste momento embrionário das investigações, porque não há nenhum elemento concreto que possa corroborar tal versão até o momento”, disse o juiz na decisão pela prisão preventiva.

Com CNN e diariodocentrodomundo.com.br