sábado, 22 de junho de 2024

Ramsés de Castro lança pré-candidatura à Prefeitura de Sete Lagoas

“Sou a alternativa popular para transformar Sete Lagoas”

Ramsés de Castro no fórum de Neves, onde é Procurador.
Ramsés de Castro no fórum de Neves, onde é Procurador.

Pré-candidato a prefeito pela Frente Brasil da Esperança, Ramsés de Castro promete promover igualdade social e econômica na cidade.

imagem
 Ramsés de Castro_ Pré-candidato à Prefeitura de Sete Lagoas

Por Roberta Lanza

Em um cenário político polarizado, Ramsés de Castro emerge como a voz da oposição em Sete Lagoas. Pré-candidato a prefeito pela Frente Brasil da Esperança, que reúne PT, PC do B e PV, Ramsés é o único a receber na cidade o apoio do ex e atual presidente do Brasil, Lula. Nesta entrevista exclusiva ao Jornal Sete Dias, ele discute suas origens, propostas e a visão de um governo focado na inclusão e justiça social. Com uma trajetória marcada pelo serviço público e dedicação à comunidade, Ramsés de Castro apresenta-se como uma alternativa popular e progressista para as eleições de 2024. Veja: 

imagem
Lívia (esposa), Ramsés de Castro, Dulce (mãe ) e Silvio (pai).

Você é pré-candidato a prefeito de Sete Lagoas?

Sim! Com muita honra, sou pré-candidato a prefeito de Sete Lagoas pela Frente Brasil da Esperança, que une PT, PC do B e PV, além de contar com o apoio de vários pré-candidatos e lideranças de outros partidos progressistas. Sou o único pré-candidato na cidade que tem o apoio do nosso querido e três vezes Presidente Lula. Junto comigo está a companheira Rute Alves de Lima, disputando o cargo de vice-prefeita. Ela é filiada ao PC do B e eu ao PT. Somos a única oposição à extrema direita, a única pré-candidatura popular que representa 42% do eleitorado que votou em Lula em 2022 na cidade. Sete Lagoas é uma cidade conservadora e nós somos o único grupo político que faz contraposição a esse modo de pensar e fazer política. Somos contrários aos fascistas, aos bolsonaristas radicais, aos segregacionistas, negacionistas e elitistas que há anos detêm o poder na cidade e pouco fazem pelos mais necessitados. Em 2024, somos o único grupo político comprometido em promover o desenvolvimento com mais igualdade social e econômica na cidade. Acreditamos que Sete Lagoas pode muito mais!

Quem é Ramsés de Castro, quais suas origens e relação com a cidade, social e profissionalmente?

Primeiramente, pela graça de Deus, sou um homem altruísta, disposto a sacrificar-me pelos meus valores, ideais e pelo próximo com muita felicidade. Tenho 45 anos, nascido em 30 de outubro de 1978, filho da professora Dulce Maciel e do advogado Sílvio de Castro. Sou casado com a professora Lívia, católico praticante, cruzeirense, graduado em Administração Pública e advogado há 21 anos. Sou mestre e doutorando em Direito, Procurador concursado há quase 15 anos e professor de Direito Administrativo e Constitucional. Atualmente, também estudo Nutrição e Teologia. Minha experiência na área pública inclui trabalhos na Secretaria de Saúde, Secretaria de Fazenda, Fórum de 1ª Instância do TJMG, ALMG e como Procurador em Neves há 15 anos. Sou o único filantropo entre os pré-candidatos a prefeito de Sete Lagoas, desenvolvendo Cursos Gratuitos de Capacitação Profissional na cidade. Quero implementar um modelo de gestão municipal exemplar, com Orçamento Participativo. Valorizo a inclusão e o respeito a todos os historicamente injustiçados, atuando na Igreja Católica há mais de vinte anos e participando de uma ONG de defesa e promoção da família.

Como foi sua filiação no PT, você sempre foi simpatizante da esquerda?

Fui filiado ao PT há cerca de dez anos. Sou fã de Lula desde 1989. Sempre defendi os mais necessitados e simpatizei com partidos progressistas que lutam por mais igualdade e justiça social. Minha filiação ao PT foi resultado de uma reflexão profunda e de ouvir minha voz interior. Recebi convites de vários partidos, mas entendi que o Partido dos Trabalhadores melhor representa meus ideais.

Sete Lagoas se demonstrou conservadora na última eleição presidencial. Essa polarização vai se manter a nível municipal nas eleições deste ano?

Importante frisar que 42% dos eleitores de Sete Lagoas votaram no Presidente Lula. A polarização deve acontecer e já se manifesta nas redes sociais. Aqui, vamos mostrar que há dois lados: um, que representa os extremistas e privilegiados, e outro, que mantém o poder por meio de cargos e privilégios. Estaremos nós, da Federação Brasil da Esperança, com um projeto de transformação social e econômica, promovendo um governo para todo o povo, não apenas para os mais ricos. Vamos reduzir o número de cargos políticos na Prefeitura e investir mais em saúde e educação.

Na última eleição para deputado, você teve 2.770 votos pelo PROS. E para prefeito, em 2020, ficou em quarto lugar com 4.651 votos. Acha que os números tendem a aumentar?

Minhas condições atuais são muito melhores que nas eleições de 2018 e 2020. Antes, caminhava sozinho; agora, tenho um grupo forte e o apoio do Presidente da República. Tenho um partido consolidado, o PT, e o apoio de pessoas de vários outros partidos. Com um ótimo tempo de rádio e TV e o suporte de vários deputados estaduais e federais, estou muito mais forte para as eleições deste ano, com grandes chances de vitória e de eleger vereadores.

Com o PT na presidência, acredita que suas chances tendem a aumentar? Terá um bom investimento e um grupo unido em torno de sua candidatura?

Com certeza, minhas chances de vitória são muito maiores. O Governo Lula já enviou milhões de recursos para Sete Lagoas e isso aumentará com novos programas sociais. O diálogo será mais próximo, pois compartilhamos os mesmos ideais. Embora ainda seja cedo para falar de investimentos, Sete Lagoas é uma prioridade para nosso partido em Minas Gerais. Nosso grupo está unido e virá muito forte para estas eleições.

O que o credencia a ser prefeito de Sete Lagoas?

Tenho muito amor no coração, valores, princípios e um nome respeitável. Minha formação e experiência em Administração Pública, juntamente com o apoio político que carrego, me credenciam para administrar a cidade com eficiência. Estou preparado para ser um ótimo prefeito, conhecendo bem as necessidades do nosso povo.

Por que não tentar, primeiro, uma vaga no Legislativo?

Meu perfil é mais adequado para o Executivo, onde poderei colaborar muito mais. Não estou motivado para a vereança, pois vejo a oportunidade de, como prefeito, promover mudanças profundas em Sete Lagoas. Os políticos tradicionais temem essa mudança. Quero ter a oportunidade de transformar nossa cidade imediatamente, não daqui a 4 ou 8 anos. Portanto, decidi me candidatar a prefeito.

Do que a cidade mais precisa para deslanchar de vez?

Nosso foco é o bem coletivo, priorizando os mais necessitados, valorizando o servidor público e eliminando privilégios da classe política. Implantaremos Planejamento e Orçamento Participativos. As áreas mais relevantes são: 1) Educação, 2) Saúde, 3) SAAE, principalmente a questão da água, 4) Transporte Público e Mobilidade Urbana, 5) Segurança Pública, 6) Meio Ambiente, 7) Cultura, Esporte, Lazer e Turismo, e 8) Geração de Emprego e Renda. Votar nos mesmos políticos é contribuir para que Sete Lagoas continue estagnada. Com um prefeito alinhado com o Presidente Lula, teremos uma cidade mais feliz, segura, com mais saúde, fraternidade e prosperidade.