segunda-feira, 15 de julho de 2024

Procon Sete Lagoas faz alerta para consumidores não caírem em uma “Black Fraude”

Procon Municipal orienta consumidores para não caírem em golpes na Black Friday 2023, que costuma ser prorrogada

A Black Friday de 2023 aconteceu na última sexta-feira, dia 24 de novembro, e como sempre acontece, as promoções são prorrogadas. Porém, é preciso que o consumidor tenha muita cautela com as ofertas e quem está ofertando, considerando que comprar na ocasião da Black Friday pode se tornar a realização de um sonho ou o início de um pesadelo.

A dor de cabeça começa, especialmente, se o consumidor não estiver seguro do que vai comprar, de quem vai comprar, a forma de pagamento e se realmente a oferta se trata de uma promoção ou se o consumidor estará pagando a metade do dobro do preço. Assim, o Procon Municipal de Sete Lagoas dá algumas dicas para evitar cair na “Black Fraude” esse ano.

Evite comprar em sites internacionais. O cancelamento da compra poderá ser complicado, o produto não terá a garantia legal em território nacional e as compras poderão ser taxadas por impostos de importação, tornando o produto com o preço semelhante ou até mais caro que comprar no Brasil.

É importante que o consumidor esteja atento aos golpes aplicados nesta época, considerando que os golpistas estão cada vez mais ousados e costumam pegar os consumidores desavisados promovendo ofertas e preços muito abaixo do mercado.

Desconfie da oferta de produtos absurdamente baratos, porque é aí que mora o perigo, ou melhor, o golpe! É preciso consultar o CNPJ do fornecedor, que geralmente se encontra no rodapé do site, copiando o mesmo e consultando se o CNPJ do fornecedor está ativo na Receita Federal através do site. Ainda assim, é preciso verificar o histórico de reclamações do fornecedor na internet afim de evitar cair em armadilhas e golpes de pessoas mal intencionadas.

Antes de comprar qualquer produto, busque pesquisar o histórico da empresa e dê preferência aos sites e fornecedores que já são tradicionais e consolidados no mercado.

O consumidor deve evitar comprar de fornecedores e sites que ofertam produtos com preços extremamente baratos e que ofertem pagamentos somente por PIX, débito ou boleto bancário. Se por acaso o consumidor constatar que caiu em um golpe através do PIX, imediatamente ele deverá fazer um B.O. na Polícia e deverá entrar em contato com o banco ou a instituição financeira pelo qual ele fez o PIX, solicitando o acionamento do MED – Mecanismo Especial de Devolução. Esse mecanismo só pode ser requerido em caso de golpe através do PIX. Portanto, muita atenção na hora da compra.

É importante seguir algumas regras para realizar uma compra consciente, justa e sem dores de cabeça. Não se iluda com a oferta, comprar com a razão é a regra principal!

Dicas para realizar uma compra consciente:
1 – Compre somente o necessário e nunca compre por impulso ou porque o preço está muito atrativo;
2 – Na compra de um produto, não se apegue a marcas, a qualidade do produto é uma obrigação de mercado;
3 – Pesquise o produto escolhido, suas características, preço, qualidade, durabilidade, se possui assistência técnica local, valor do frete e prazo de entrega, cuidado para não comprar “gato por lebre”;
4 – “Cuidado para não pagar a metade do dobro do preço!” Ao decidir qual produto irá comprar, pesquise o preço médio de mercado com antecedência, certifique-se de que, realmente o preço se trata de uma promoção real e não de um desconto ilusório;
5 – Verifique se o fornecedor escolhido não possui reclamações nas diversas plataformas de reclamação;
6 – Não se aventure a comprar em sites internacionais, o barato pode sair caro, inclusive, é preciso considerar que produtos importados poderão ser tributados ao entrar no território nacional;
7 – Nas compras virtuais, considere os fornecedores mais conhecidos, mas, pesquise sua procedência e seu histórico, verifique se o mesmo possui um CNPJ, endereço, e-mail ou telefone de contato, SAC e Ouvidoria;
8 – As compras realizadas fora do estabelecimento comercial (fora da loja física) podem ser canceladas no prazo de sete dias, contados da data da compra ou da entrega do produto;
9- Desconfie e jamais se iluda com preços extremamente menores que a média de preço daquele produto no mercado;
10 – Não clique em ofertas por e-mail ou WhatsApp, pode ser um golpe, escolha comprar somente por sites oficiais e devidamente identificados;
11 – Evite comprar se o pagamento pelo produto for ofertado somente através de débito, PIX ou depósito bancário, isto pode significar forte indício de fraude;
12 – Na dúvida entre em contato com o fornecedor através de sites oficiais para obter maiores esclarecimentos e confirmar a oferta, certifique-se do preço exato do produto para concluir a compra;
13 – Planeje sua compra e os gastos, considerando que, as compras por impulso e desnecessárias podem comprometer o seu orçamento por um bom tempo, levando o consumidor ao endividamento e comprometimento da renda;
14 – Compras realizadas em lojas físicas não poderão ser canceladas como ocorre nas compras virtuais, portanto, evite transtornos, confira o tamanho do produto, cor e qualidade antes de finalizar a compra;
15 – Antes de comprar, verifique se existe a possibilidade de troca do produto comprado em lojas físicas, confirme as condições e combine antecipadamente com o responsável pelo estabelecimento e por escrito, o combinado não sai caro;
16 – Se o consumidor constatar que caiu em um golpe através do PIX, ele deverá fazer imediatamente um B.O. na Polícia, seja, presencialmente ou pelo Site e deverá entrar em contato imediato com o banco ou a instituição financeira pelo qual ele fez o PIX, solicitando o acionamento do MED – Mecanismo Especial de Devolução, esse mecanismo só pode ser requerido em caso de golpe através do PIX.