quarta-feira, 24 de abril de 2024

Prefeitura de Pedro Leopoldo divulga ações realizadas para combate à Dengue

Regiões de Vera Cruz, Dr. Lund, Adélia Issa, Teotônio Batista de Freitas e Magalhães são as que mais possuem focos do mosquito

Fotos: Divulgação PMPL

Em dezembro de 2023 o Ministério da Saúde emitiu um alerta sobre um surto de Dengue e uma epidemia para o começo do ano de 2024. Segundo as informações do Governo Federal, essa projeção se dá em função da combinação entre calor e chuva e pelo ressurgimento recente do sorotipo 3 do vírus no Brasil. 

Em Pedro Leopoldo, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, tem atuado em diversas frentes para combater os focos do mosquito e consequentemente evitar o crescimento do número de casos. Os Agentes de Combate a Endemias têm atuado com visitas às residências e foi criado o Comitê de Mobilização e Integração das Ações de Combate às Arboviroses que realizou diversas ações educativas e informativas para conscientizar a população.

“O que temos pedido muito é que os moradores abram as casas e recebam nossos agentes. É preciso um esforço de mão dupla para que o trabalho seja efetivo”, comentou a Referência Técnica em Epidemiologia, Rachel Lage. Segundo Boletim Epidemiológico, no município, as regiões com mais focos do criadouro do mosquito no momento são Vera Cruz, Dr. Lund, Adélia Issa, Teotônio Batista de Freitas e Magalhães. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, no mês de dezembro de 2023, o município notificou 89 casos suspeitos de Dengue. Destes, 25 foram confirmados e 17 foram descartados. Outros 47 casos ainda estão em investigação.

O Comitê de Mobilização e Integração das Ações de Combate às Arboviroses realizou ações de promoção à saúde em locais públicos, pactuação e destinação de pneus e outros criadouros do mosquito, ações educativas e palestras em praças públicas, escolas e eventos culturais, participação em rádios locais, conscientização nas redes sociais do Executivo com publicações e transmissões ao vivo abordando o tema, mutirões de limpeza, blitz educativa, participações em seminários, contratação de novos ACE´s, capacitações e muito mais. 

Dengue e Chikungunya 

Os vírus da dengue e chikungunya são duas infecções transmitidas por mosquitos diferentes, sendo o Aedes aegypti o vetor comum para ambos. A principal diferença entre essas doenças reside nos sintomas e nas complicações que podem surgir. A dengue caracteriza-se por febre súbita, dores musculares intensas, dor de cabeça e erupções específicas, podendo evoluir para uma forma mais grave, que pode causar hemorragias e comprometimento de órgãos. Já a chikungunya é caracterizada por febre alta, dores articulares intensas, muitas vezes acompanhadas de edema nas articulações, que pode persistir por semanas ou meses. 

Quando devo procurar um atendimento médico?

Quanto mais cedo melhor. Os pontos de saúde do município detêm uma rede de profissionais pronta para o atendimento, além de testes rápidos que conseguem diagnosticar o paciente. 

A vacina da Dengue já está disponível?

Ainda não. No momento, o Ministério da Saúde adquiriu e irá distribuir 5 milhões de doses para estados e municípios com índices mais graves da doença.

Da Redação com PMPL

Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3