quarta-feira, 24 de abril de 2024

Polícia Civil realiza operação para repreensão da exploração sexual de adolescentes em Pirapora

A operação Egeia cumpriu diversos mandados de prisão, apreensão de drogas e o fechamento de uma casa de exploração sexual

Foto: Polícia Civil/Divulgação

A Polícia Civil de Minas Gerais deflagrou na manhã desta terça-feira, 07, a operação Egeia, responsável pela repreensão da exploração sexual de adolescentes. A operação foi capitaneada pela 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC) de Pirapora com o apoio das delegacias de polícia de Várzea da Palma e de Buritizeiro, além do apoio de policiais civis de Curvelo.

Ao todo foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão que resultaram em material probatório que irá robustecer as investigações em curso, em imensa quantidade de preservativos e no fechamento de uma casa dedicada à exploração sexual. Foram apreendidas também drogas, que originaram a condução de duas mulheres à delegacia de polícia. De acordo com apuração da Inter TV, um dos alvos foi o ex-prefeito de Pirapora, Warmillon Fonseca Braga.

Quatro mandados de prisão preventiva também foram cumpridos, resultando na prisão de indivíduos de várias idades, todos por envolvimento com alguma forma de exploração sexual de adolescentes.

A operação trata-se da continuidade de investigações no mbito da Delegacia de Mulheres de Pirapora que em julho já haviam resultado na prisão de outros três indivíduos. A PCMG informou que as investigações tiveram início após uma denúncia dos pais de uma das vítimas, de 13 anos, que teria sido aliciada para realizar programas de prostituição, também no mês de julho.

Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3