quarta-feira, 24 de abril de 2024

Opinião de um cruzeirense da “gema”: o que esperar do Cruzeiro este ano? | por Chico Maia

Pedi a um cruzeirense da “gema”, Alex Elian, desses que ficam ligados até nos treinos do time, para avaliar os movimentos da diretoria visando esta temporada, comparando com 2023.
Ele é o da direita nessa foto, ao lado de um ícone da imprensa esportiva mineira, outro cruzeirense, o J.A. Ferrari, integrante do programa “Bola na Área”, grande sucesso das TVs Itacolomi/Alterossa, nos anos 1970/80, de acalorados debates com o Xico Antunes (atleticano) e o americano Paulo Papini.
Infelizmente o Ferrari nos deixou no dia 24 de novembro do ano passado e rendo aqui a minha homenagem.

Cruzeirenses da gema: o saudoso J A Ferrari (esq.) e Alex Elian – Foto: arquivo pessoal

Eis o que pensa o Alex sobre as perspectivas do Cruzeiro 2024:
* “Muitas incógnitas ainda”
“Não pelo treinador, Larcamón, pois desde a chegada do “fenômeno” as contratações dos treinadores desconhecidos de fora (estrangeiros) foram ótimas surpresas. Mas pelo elenco, já que perdemos, na minha opinião o melhor zagueiro (Luciano Castán) e atacante (Bruno Rodrigues) para 2024!
Trouxemos dois campeões da série B de 2022, que foram bem naquela competição: o zagueiro Zé Ivaldo e o atacante Rafa Silva.

Gostei também do retorno do Lucas Romero (faltava um pitbull), que entretanto, está longe de ser craque de ser buscado no aeroporto, do centroavante argentino, Dinenno (pelos vídeos parece muito bom) e o Gabriel Verón, que no Palmeiras era muito útil. Uma ótima tentativa de recuperação! Em relação a 2023 eu creio que melhorou, mas não tanto ainda para buscarmos o papel de preponderância no futebol nacional!
Precisa de mais jogadores de bom nível!”

Alex é primo de um dos maiores atleticanos que conheço, o jornalista Sérgio Moreira, hoje um dos papas da imprensa brasileira especializada em Turismo
Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3