domingo, 23 de junho de 2024

ACI para Todos apresentou o Cases de Sucesso nesta segunda-feira (13/11)

O evento tem o objetivo de inspirar os participantes através de histórias de sucesso no empreendedorismo

Aconteceu nesta segunda-feira, 13, mais uma edição do “Cases de Sucesso” na Associação Comercial e Industrial de Sete Lagoas (ACI). Apresentado pelo projeto “ACI para Todos”, o evento conta com convidados que compartilham suas jornadas empreendedoras com o objetivo de inspirar os participantes.

Com mediação do presidente da ACI, José Roberto da Silva, esta foi a edição de encerramento do ACI para Todos em 2023 e recebeu Vagnaldo Fonseca e Érica Fonseca da Gellak Alimentos, e Valéria Reis e Adão Eustáquio da Esquimó Ar Condicionado para dividir com diretores e associados da ACI suas histórias e percurso no empreendedorismo.

Érica Fonseca e Vagnaldo Fonseca da Gellak

Vagnaldo Geraldo Fonseca decidiu ainda adolescente que seria com sorvetes que iria trabalhar quando crescesse. Em 1993, inaugurou sua primeira fábrica de sorvetes em Sete Lagoas e nunca mais abandonou seu sonho. Já recebeu diversos prêmios e homenagens, dentre elas, uma homenagem pelos 25 anos da Gellak na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), em 2019.

Para Vagnaldo, é de extrema importância falar das histórias, compartilhar e trocar experiências. “O aprendizado é muito grande. Às vezes temos histórias que as pessoas não dão tanto valor, mas que são importantes para outras pessoas”, avalia.

Adão Reis e Valéria Reis da Esquimó Ar Condicionado

Valéria Torres Reis é diretora, juntamente com seu marido, Adão Reis, da Esquimó Ar Condicionado, empresa de climatização que atende toda a Minas Gerais. Além de empresária, Valéria é a atual presidente do Núcleo da Mulher Empreendedora de Sete Lagoas (Helenas) e vice-presidente da ACI Sete Lagoas. Recentemente, o casal foi homenageado no Congresso Federaminas, em Araxá, com os prêmios Mulheres Além das Gerais, para Valéria, e Mérito Empresarial, para Adão.

A proximidade com outros empreendedores é bem avaliada por Adão. “Percebo que todas as vezes que temos contato com outros empresários e você escuta a relação com os problemas diários a gente sempre aprende. Fico cada vez mais convicto que temos que fazer networking e conexões para que você, amanhã, seja um empresário melhor do que é hoje. É um passo acertado da ACI fazer esses eventos”, reconhece.