sábado, 22 de junho de 2024

Usuário da MG-424 faz desabafo contra estado da rodovia e aciona Ministério Público

O motorista profissional Creso Viana Sales, morador do bairro São Geraldo, em Sete Lagoas, procurou o 7diasnews para fazer um desabafo contra a precária situação da MG-424, a qual utiliza diariamente para ir até Belo Horizonte e cidades vizinhas. Inconformado, ele também acionou o Ministério Público, que em abril deste ano pediu providências do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais – DER-MG.

MG-424 das piores e mais perigosas rodovias estaduais de Minas, numa das regiões mais povoadas e importantes economicamente do estado. Promessas de duplicação não cumpridas

Veja carta na íntegra:

Os eternos problemas da MG-424

Meu nome é Creso Viana Sales, residente em Sete Lagoas e representante comercial. Minha área de atuação abrange toda a Grande BH, e diariamente, exceto domingos e feriados, percorro a rota de Sete Lagoas a diversos municípios, atingindo Belo Horizonte e retornando à noite. Utilizo as rodovias BR-040 e MG-424. Não posso me dar ao luxo de não trabalhar em dias de chuva ou enfrentar problemas graves nas estradas.

Tenho relatado problemas na BR-040 à concessionária responsável, que realiza alguns reparos e obras. Outras promessas nunca foram cumpridas. Sabemos pela mídia que a concessionária está prestes a desistir da concessão e entregar a rodovia ao governo do estado sem cumprir suas metas contratuais.

Minha atenção agora se volta à MG-424, que uso frequentemente, pois ela corta vários municípios onde tenho clientes e compromissos. A administração de uma rodovia deve assegurar a conservação e melhoria constante da pavimentação e sinalização, seja por uma concessionária contratada ou pelo próprio governo.

A falta de sinalização adequada representa um grande risco para os motoristas, especialmente em dias chuvosos e à noite. A MG-424 interliga vários municípios à capital do estado e é crucial para deslocamentos médicos, comerciais e transporte de carga, beneficiando a economia local, estadual e nacional.

É inconcebível que uma rodovia de tamanha importância permaneça negligenciada por décadas. Um projeto de engenharia adequado poderia ampliar sua largura, remover curvas desnecessárias e melhorar sua configuração. A situação atual não serve aos empresários que dependem da rodovia para transportar suas mercadorias.

O estado propala há anos que está preparando um edital para concessão da rodovia à iniciativa privada, com instalação de pedágios e promessas de duplicação. Mas nenhuma empresa se apresenta para assumir a concessão, e o estado parece lavar as mãos, abandonando sua responsabilidade.

Vários acidentes e mortes são resultado dessa negligência. Exigimos uma intervenção urgente na MG-424. Não há desculpa se outras rodovias também precisam de atenção. Todas devem ser atendidas sem prejuízo de algumas.

É hora de nossos deputados e prefeitos se mobilizarem. Precisamos de uma rodovia MG-424 ampla, com quatro pistas, bem sinalizada e segura. A indústria automobilística está sempre inovando, e nossas rodovias devem acompanhar essa evolução para garantir a segurança e a eficiência do transporte.

Vamos retirar a MG-424 do atoleiro do passado!

Creso Viana Sales
cresosales9@gmail.com

Posicionamento do Ministério Público: