sábado, 13 de julho de 2024

Prefeito Duílio de Castro afirma que grupo vai eleger, no mínimo, 13 dos 19 vereadores

O prefeito Duílio de Castro, saiu do Patriotas e foi para o Partido Socialista Brasileiro (PSB). Em entrevista, ele conta como foi essa articulação e os objetivos do seu grupo político para as eleições deste ano. Segundo ele, a meta é eleger no mínimo 13 cadeiras no Legislativo das 19 em disputa. Para o prefeito, esse número pode chegar até a 16.

Prefeito durante gravação de vídeo em frente a Prefeitura de Sete Lagoas. Foto: Assessoria

Confira:

O senhor foi eleito pelo Patriotas e agora vai para a disputa das eleições de 2024 no PSB. Fale desta mudança, da direita para centro esquerda

Houve a fusão entre o Patriotas e o PTB e, por isso, meu antigo partido deixou de existir. Recebi o convite de filiação de inúmeras siglas. Acredito que este grande interesse é natural, já que governo uma cidade com quase 250 mil habitantes e todos conhecem a força do meu trabalho. O PSB é um partido de centro, uma posição que tem relação direta com minha ideologia que coloca o diálogo sempre como o melhor caminho.

Como foi essa articulação, é uma forma de aproximar, também, do governo federal? Visto que o vice-presidente é do PSB.

Sou amigo pessoal do deputado federal Noraldino Júnior, presidente estadual do PSB, um parlamentar que tem contribuído muito com Sete Lagoas direcionando recursos fundamentais para o desenvolvimento de vários projetos. Ele mantém este posicionamento de diálogo, sem radicalismo para qualquer lado que seja. Além disso, criei uma relação próxima com o vice-presidente Geraldo Alckmin, também do PSB, que inclusive esteve em Sete Lagoas recentemente. Tenho certeza que este entrosamento garantirá mais recursos para o desenvolvimento de nossa cidade.

Como foi a montagem dos partidos da base? Quais estão com o senhor e qual expectativa quanto à eleição do Legislativo, agora com 19 vagas em disputa?

Conseguimos unir oito partidos na articulação para a próxima eleição. Estão juntos nesta caminhada PSB, PP, Republicanos, PMN, Solidariedade, MDB, PDT e a Federação Rede/Psol. Todos estão com chapas completas e esperamos eleger, no mínimo, 13 vereadores, podendo chegar a 15 ou 16. O nosso grupo é forte e tem a experiência para garantir uma base de sustentação no Legislativo para o próximo governo. Ressalto que temos uma composição multipartidária onde estão siglas de direita, centro e esquerda. Uma prova de que o projeto tem como prioridade a melhoria da qualidade de vida do sete-lagoano.