segunda-feira, 15 de julho de 2024

Iveco suspende contrato de 830 trabalhadores e presidente do Sindicato se manifesta

O Iveco Group suspendeu o contrato de trabalho de parte dos colaboradores da fábrica de Sete Lagoas, na região Central do Estado. O layoff começou no dia 30 de outubro e, embora a montadora não dê detalhes sobre sua duração, informações extraoficiais dão conta de que deve se estender por quase 90 dias, com o retorno dos funcionários programado para a segunda quinzena de janeiro.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Sete Lagoas, Ernane Geraldo Dias, revelou que cerca de 830 empregados da planta estão com contratos suspensos. No local, a Iveco tem em torno de 2 mil colaboradores. Conforme ele, os funcionários seguem recebendo igualmente os direitos trabalhistas no layoff.

O presidente do Sindicato, Ernane Geraldo Dias
O presidente do Sindicato, Ernane Geraldo Dias

“Os trabalhadores que saíram de layoff não estão tendo nenhuma perda salarial. A empresa está complementando os salários e o 13º salário também será pago em sua totalidade. Inclusive, a participação de lucros, que o resultado fecha no dia 31 de dezembro e apura-se em janeiro, será pago no dia 31 do próximo mês”, destacou Dias, ressaltando ainda que os funcionários estão passando por cursos de qualificação on-line e têm ajuda de custo de R$ 80 para a internet.

Apesar de 2023 não ter sido tão favorável para as montadoras, o presidente do sindicato dos metalúrgicos de Sete Lagoas está otimista para o 2024 da Iveco no município. Ele recorda que a empresa ganhou uma licitação do governo federal para fornecer ônibus escolares e, motivada por isso, contratará aproximadamente 230 funcionários na cidade já a partir do final de janeiro.

Como citado por Ernane Dias, a Iveco ganhou recentemente uma concorrência do Fundo Nacional de Desenvolvimento Escolar (FNDE) e será, assim, um dos principais fornecedores de ônibus para o programa Caminho da Escola. A companhia será responsável pela entrega de 7,1 mil unidades, sendo 3,5 mil com capacidade para 59 estudantes e 3,6 mil para 44 estudantes. Os veículos serão produzidos na planta de Sete Lagoas e serão entregues no decorrer do próximo exercício.

IVECO
Em nota, a empresa disse que adotou a medida com o objetivo de ajustar estoques e que a decisão visa preservar empregos em um cenário desafiador para a indústria de caminhões em 2023. Dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) mostram que, no acumulado até novembro, em relação ao mesmo período do exercício passado, as vendas desse tipo de veículo caíram 31% em Minas Gerais e 16% no País, comprovando a situação adversa.

Com Assessoria