quinta-feira, 18 de abril de 2024

Há 32 anos…Democrata e campeonato amador eram as principais forças

Celso Martinelli

O Esporte, de uma forma geral, foi uma das principais editorias do SETE DIAS. A começar pelo seu fundador, o jornalista Chico Maia, que com sua “cadeira cativa” no jornal continua escrevendo sobre os principais clubes da capital e também dos times sete-lagoanos, nas suas conquistas e decepções.

Na década de 90, o futebol amador em Sete Lagoas era bastante popular e contava com uma ampla participação da comunidade local. O esporte era praticado em campos de futebol espalhados pela cidade, principalmente nos bairros e nas áreas rurais.

As equipes eram formadas por amigos, bairros, empresas e clubes sociais, e os jogos eram organizados por meio de campeonatos locais e torneios amistosos em toda a região, normalmente organizados pela Liga Desportiva Sete-Lagoana (LEDS), que até hoje é a principal referência como instituição para o desporto local.

Os jogos amadores eram bastante disputados e altamente competitivos, embora também houvesse espaço para diversão e confraternização entre os jogadores e torcedores. As partidas eram realizadas nos finais de semana, geralmente no período da tarde. Os campos muitas vezes eram de terra, com gramados irregulares, e as equipes e jogadores não tinham contratos ou salários, mas recebiam bônus por vitória ou até mesmo oferta de emprego por parte dos “investidores” ou proprietários das equipes, como o Têxtil, através da indústria têxtil Cedro Cachoeira.

Já no profissional, o Democrata sempre foi a principal força de Sete Lagoas nos gramados desde as primeiras edições do SETE DIAS. Presença constante na primeira divisão do futebol mineiro, o Estádio José Duarte de Paiva recebeu muitos confrontos contra Cruzeiro, Atlético e América.

O atacante Toco foi um dos grandes jogadores do futebol amador de Sete Lagoas. O jornalista Chico Maia fez homenagem pela sua morte – prematura – no final de 1992. Na foto, a última foto do jogador, no salão do antigo Clube Náutico, com a camisa do Têxtil.
Na foto, o time que estreou contra o Vila Nova, em Nova Lima, sob o comando do ex-técnico Brandãozinho.
O jornal SETE DIAS movimentou Sete Lagoas e região ao trazer a taça da Supercopa dos Campeões da América de 1992, conquistada pela primeira vez pelo Cruzeiro. Houve exposição na Praça do CAT e muita festa dos cruzeirenses na orla da Lagoa Paulino.
O Arco e Flecha já teve campeões em Sete Lagoas. Em 1992, na categoria Tiro Instintivo, Antônio Delfino foi campeão mineiro e também no Rio de Janeiro. Assim como Richard L´Abbate, que venceu o campeonato nacional no Rio de Janeiro. Ambos disputaram o Campeonato Mundial, em 1993, no Canadá.

COPA SABATA´S 

Sob o comando do saudoso Geraldo Ferreira de Barros, o Geraldo Sabata´s, nos final dos anos 80 e início dos 1990, ele promovia a Copa Sabata’s, de futebol soçaite, que ficou famosa por promover a confraternização de Sete Lagoas e região, agitando os domingos com muito futebol. 

Na foto, grande time do Centro Elétrico (1992), terceiro colocado daquela edição da Copa Sabata´s. Da esquerda para a direita, Renatão Filizola, Dr. Carlos Alberto, Dinho, Júlio Kiabo e Tuzuca; Lincoln, Júlio Ventania, o saudoso Paé e Eduardo Duque.

Democrata campeão, esporte especializado mais forte e cidade anfitriã de eventos esportivos

Nos últimos dois anos, a melhor notícia veiculada pelo SETE DIAS para quem gosta de futebol foi o Democrata campeão do Módulo II em 2022. O que garantiu seu retorno para a primeira divisão do futebol mineiro após 15 anos na luta pelo acesso.

Após 41 anos sem comemorar um título, o time sete-lagoano voltou a conquistar a segundona do Mineiro após golear o Varginha por 5 a 1 na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. Jogadores revelados pelo clube como o zagueiro João Carlos (ex- Cruzeiro, Corinthians e Seleção Brasileira) e o goleiro Gomes (ex-Cruzeiro), marcaram presença na comemoração. 

Nos últimos anos, o time investiu na marca. Logo no início do mandato da atual diretoria, foi lançado o programa de sócio torcedor com inúmeros benefícios para a torcida a fim de que a tradição e credibilidade do clube fossem restabelecidas. Em paralelo, todo um trabalho técnico de avaliação dos jogadores foi colocado em prática. A frente como técnico do clube desde 2018, o ex-jogador Paulinho Guará.

Após o acesso, a Diretoria já visava a temporada de 2023. Porém, em uma campanha ruim, voltou a ser rebaixado este ano e agora se prepara para brigar no Módulo II por uma das duas vagas para a divisão principal do futebol mineiro.

EVENTOS ESPORTIVOS

A Prefeitura de Sete Lagoas vem promovendo nos últimos anos, e foi destaque no SETE DIAS, eventos esportivos das mais diversas modalidades. 

Somente nos meses de julho e agosto, por meio do Programa de Lazer, Esporte e Saúde da Cidade (PLESC), instituído pela Lei n° 9.340, cerca de 2.500 pessoas (atletas, alunos, crianças) se inscreveram para participar das 9 modalidades envolvidas entre projetos e eventos, são eles: Projeto Movimentar, Jogos Estudantis de Sete Lagoas (Jesel), Copa do Futuro, Copa de Futsal Feminino e Masculino, Caravana do Lazer, Beach Tênis, Judô e Festival do Terrão. 

O Jesel, por exemplo, retornou após dois anos reunindo 18 escolas da cidade com várias modalidades esportivas. A cidade também realizou o 1° Festival Paraolímpico em conjunto com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB). E, pelo segundo ano consecutivo, Sete Lagoas sediou o Campeonato Brasileiro de Levantamento de Pesos.

Com seus espaços esportivos, a cidade recebeu nos dois últimos anos: o 2º Desafio Extreme de Enduro, que levou 170 pilotos de motocross para a Serra de Santa Helena; 32º Campeonato Brasileiro Interclubes de Jiu-Jitsu; 24ª Copa CAIC de Karatê de Sete Lagoas; a cidade também recebeu a maior competição entre atléticas de Medicina no feriadão da Independência, com 1.700 participantes de todo o país; a 3ª etapa do Campeonato Mineiro de Taekwondo 2023; 4º Pedal da Serra, que teve a participação de mais de 300 ciclistas na Serra de Santa Helena; Jogos Jurídicos Mineiros 2023;  Circuito Kids de Tênis com escolas municipais; além do Torneio de Xadrez dos Jogos Estudantis de Sete Lagoas.

Quanto às revelações do especializado, a sete-lagoana Tainara Marques conquista medalha de bronze no Panamericano de Taekwondo. Já o maratonista Uilia Pires Pires foi destaque e venceu as diversas competições que disputou, sendo o primeiro do ranking nacional na categoria 50-54 anos. Ele teve lugar no pódio na Meia Maratona de Brasília, na de Florianópolis, na Maratona Fila em São Paulo, na Maratona Internacional de Porto Alegre, dentre outras.

BASQUETE

O basquete praticamente ressuscitou em Sete Lagoas no último ano. Através de parceria com a Prefeitura e iniciativa privada, o sete-lagoano e multicampeão do basquete brasileiro, Estevam Ferreira Júnior, ele assumiu os treinos desta nova geração de esportistas na cidade. 

O multicampeão Estevam atuou nas principais equipes do basquete nacional como Rio Claro, Ginástico, Uberlândia, Franca e Brasília, e também serviu a Seleção Brasileira por seis anos. Na formalização do projeto, ele foi acompanhado do aluno Juan Pablo Teófilo dos Santos, recrutado pela vertente social do seu projeto, revelando emoção com este novo desafio.

“É um momento ímpar em minha carreira. Todo atleta profissional sonha em sempre estar envolvido com seu espaço esportivo e tenho esta oportunidade na cidade onde nasci. É um projeto que vai muito além das quatro linhas, o basquete é um estilo de vida que transmite os conceitos da superação, disciplina e respeito”, afirmou Estevam. 

As aulas do professor Estevam são toda segunda, quarta e sexta-feira, de 17h às 19h. Os interessados podem ir direto ao ginásio Dr. Márcio Paulino ou entrar em contato pelo telefone (31) 98272-2448 para informações sobre matrículas, valores e faixa etária das turmas.

Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3