sábado, 13 de julho de 2024

Grupo artístico-cultural promove apresentações gratuitas pela cidade

No total, serão três apresentações em diferentes pontos de Sete Lagoas, além de oficinas.

O Cirandado. Foto: @ranefotografia

Com o objetivo de resgatar a importância da ciranda, uma manifestação da cultura popular brasileira, o grupo “O Cirandado” convida o mestre Paulinho do Boi para se apresentar gratuitamente em três espaços de Sete Lagoas. A primeira apresentação será no dia 30 de junho, na Associação de Cultura e Resistência Afro-brasileira Nzo Kiambeta Njimbo. A segunda apresentação será em 10 de agosto, na Associação Quintal Boi da Manta, em um evento que contará com um cortejo onde “O Cirandado” se juntará a outros grupos artístico-culturais de Minas Gerais e do Brasil. A última apresentação será em 12 de outubro, no Beco dos Repolhos, durante a tradicional “Festa das Crianças” que ocorre no bairro Santa Luzia – popularmente conhecido como Garimpo.

As apresentações incluem canções, danças, teatralidade e vestuário peculiares, com um repertório que abrange cantigas e músicas tradicionais, cantadas e dançadas nas rodas de ciranda e em brincadeiras de criança, como “Tá Caindo Fulô”, “Zabelê”, “Ciranda Cirandinha”, “Peixinhos do Mar”, entre outras.

Segundo o produtor musical do grupo, Leandro de Rezende, “O Cirandado” busca transformar a apresentação em uma celebração que gira em torno dos aspectos históricos, culturais, artísticos, políticos e sociais da ciranda. “A partir disso, o grupo se situa como um projeto artístico-cultural que visa ocupar espaços, sem abdicar do papel social, político e educativo que historicamente marca a manifestação da ciranda”.

“Em nosso repertório, buscamos priorizar não apenas canções historicamente presentes nas rodas de ciranda e brincadeiras de criança, mas também aquelas que remetem ao nosso passado, seja nossa ancestralidade negra, seja nas nossas memórias afetivas”, acrescenta Leandro.

“O Cirandado convida mestre Paulinho do Boi” é um projeto que se soma ao trabalho de outros grupos artísticos e espaços culturais da cidade para revigorar a cultura local. Mestre Paulinho do Boi expressa sua felicidade pelo convite: “É um reconhecimento especial para um projeto de um grupo formado no Quintal Boi da Manta, através de uma oficina que idealizei. Não tenho palavras para agradecer!”.

O projeto nº 2023.2301.0087/FEC – “O Cirandado convida mestre Paulinho do Boi”, aprovado pelo Edital FEC 01/2023 – Afromineiridades, é patrocinado pelo Governo do Estado de Minas Gerais – Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (SECULT), através do Fundo Estadual de Cultura (FEC), em cumprimento à Lei nº 22.944 de 15 de janeiro de 2018, regulamentada pelo Decreto nº 47.427 de 18 de junho de 2018.

Histórico

O grupo “O Cirandado” surgiu a partir da oficina “Boi Cirandado”, realizada no Quintal Boi da Manta, em Sete Lagoas, no ano de 2022. Idealizada por Paulinho do Boi, mestre de cultura popular, a oficina fundamentou-se nos estudos e práticas das manifestações artísticas e culturais ao redor do folguedo do Boi da Manta. Manifestação da cultura popular mineira, da região central do estado, praticada há mais de 100 anos, o folguedo do Boi da Manta ganhou notoriedade pela sua permanência ao longo do tempo e sua representatividade social.

A partir desse projeto, o grupo, composto por Leandro de Rezende, Jordana Sidô, Sérgio Fraga, Aline Abreu, Gustavo Gomes, Júlio Belchior e Angélica De Vries, criou forma e conteúdo, apresentando-se em eventos como o “Festival Inverno Cultural da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ)”, o “Quarteirão Preto”, e a “Festa das Crianças” do Beco dos Repolhos, além de espaços públicos como o Mercado Municipal de Sete Lagoas (Mercadão) e escolas públicas, como a Escola Estadual Sinhá Andrade, por intermédio do projeto “Semana Marketeando”.

Oficinas

Além das apresentações, “O Cirandado” oferecerá oficinas de “Percepção Musical-Rítmica”, conduzidas pelo produtor musical Leandro de Rezende, simultaneamente às apresentações em 2024, como contrapartida do projeto. Será uma introdução à educação musical, buscando desenvolver uma percepção musical-rítmica, através de uma abordagem técnica geral, em que as musicalidades individuais e coletivas serão trabalhadas em conjunto.

A primeira aula será na Associação de Cultura e Resistência Afro Nzo Kiambeta Njimbo, no dia 30 de junho, às 10h, antes da apresentação de “O Cirandado”. Para mais detalhes, acesse o perfil do grupo no Instagram: @ocirandado.

Sobre a Ciranda

A ciranda é uma manifestação da cultura popular brasileira, presente na educação infantil, na tradição indígena e afro-brasileira, e em manifestações políticas e movimentos sociais. Embora seja uma manifestação difundida e praticada por todo o Brasil, apresentando-se sob matizes diferentes associadas às particularidades da cultura local, a ciranda é mais conhecida e celebrada no nordeste brasileiro, sobretudo nos estados da Paraíba e Pernambuco.

A origem da ciranda é incerta. Acredita-se que tenha surgido na Península Ibérica, mais precisamente em Portugal. O nome “ciranda” teria vindo do espanhol “zaranda”, um instrumento usado para peneirar farinha.

Em Itamaracá, Pernambuco, terra da patrona da ciranda no Brasil, Lia de Itamaracá (1944), a sabedoria popular conta que o ritmo e as danças praticadas na ciranda foram inspirados nos movimentos das ondas do mar.

Em muitas cidades brasileiras, a dança sincretiza elementos das culturas europeia, indígena e africana, tendo como presença marcante o folguedo do boi – Boi-bumbá, Boi da Manta, Bumba-meu-boi, etc. Nesse sentido, a ciranda aparece como uma matriz cultural que é símbolo de resistência das culturas negra e indígena, mediante os processos de colonização europeus.

Serviço

1ª Oficina e Apresentação:

  • Data: 30/06/2024
  • Hora: 10h (oficina) e 11h (apresentação)
  • Local: Associação de Cultura e Resistência Afro Nzo Kiambeta Njimbo – Rua Jurandir Luiz de Souza, 15, bairro Santa Felicidade.

2ª Apresentação:

  • Data: 10/08/2024
  • Hora: 11h
  • Local: Associação Cultural Quintal Boi da Manta – Rua João Pinheiro, 174, Centro.

3ª Apresentação:

  • Data: 12/10/2024
  • Hora: 11h
  • Local: Festa das Crianças do Beco dos Repolhos – Rua Nestor Fóscolo, 694, bairro Santa Luzia.

Para mais informações, entre em contato com:
Sérgio Fraga
(31) 97572-9019