sábado, 13 de julho de 2024

Felipão e o dilema da diretoria do Atlético: demissão antes ou depois da final? Antes ou no início do Brasileiro? | por Chico Maia

Eu tinha acabado de postar aqui, quando a Itatiaia informou: “O Atlético decidiu, na manhã desta quarta-feira (20), demitir Luiz Felipe Scolari. Ele estava no comando do Galo desde junho de 2023, quando substituiu Eduardo Coudet. O treinador gaúcho tinha contrato até o fim de 2024.

Foto: fcdlmg.org.br/palestra-com-luiz-felipe-scolari

Haverá uma reunião na manhã desta quarta-feira (20) para comunicar o técnico da decisão. O presidente Sérgio Coelho estará na Cidade do Galo para ter a conversa com Scolari.” www.itatiaia.com.br/esportes/futebol/atletico/2024/03/20/atletico-decide-demitir-o-tecnico-felipao

A rádio pertence ao mesmo dono do Atlético, portanto, Felipão já era! Menos mal!

A “sinuca de bico” da diretoria do Atlético para demitir Felipão

Quem joga sinuca sabe, para quem não joga, o Ciberdúvidas da Língua Portuguesa informa: ‘Sinuca de bico ocorre quando a bola com que se joga fica encostada à caçapa, sem ângulo para bater nas outras bolas. É uma metáfora consagrada que define uma situação sem saída’. E ‘sinuca’ é o aportuguesamento da palavra inglesa «snooker» – (www.ciberduvidas.iscte-iul.pt).

Mandar o técnico embora antes da final do Mineiro e ficar com a culpa caso o time perca o campeonato para o Cruzeiro ou mandar depois da final?

Mas, e se o time for campeão e gerar de novo aquele efeito da reta final do Brasileiro 2023, quando o time ganhou até do Flamengo, no Rio, e muita gente se iludiu achando que Felipão tinha, finalmente, encontrado a fórmula?

Neste caso, vai mandar embora o técnico campeão do “importantíssimo” campeonato estadual com o Brasileiro começando?

Certamente, mesmo se for campeão, o time vai continuar jogando pouco ou nada, do jeito que está. Daí algumas rodadas a demissão será inevitável com mais uma “troca de pneu com o carro em movimento”, e mais um ano perdido.

Aí vem outra questão levantada por incontáveis pessoas: quem seria o substituto do Felipão? Para o pavor de muitos atleticanos, comenta-se nas hostes da cartolagem do Galo, que Mano Menezes está entre os primeiros da fila, se não for o primeiro, só esperando o telefone tocar.

Por falar em Luiz Felipe Scolari, ele foi palestrante no encerramento da 11 ª edição do Encontro de Presidentes da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas – FDCL-MG, em Tiradentes, para falar sobre “superação”.

No encerramento, ele usou uma dessas manjadas frases motivacionais, que ele mesmo deveria aplicar no time que comanda, ou a diretoria do Galo aplicar para o caso dele atualmente: “Não confie cegamente nos métodos que sempre deram certo, um dia podem não dar. Tenha sempre planos de contingência, prepare alternativas para as situações imprevistas, analise as possibilidades de erro e prepare-se. Esteja atento às mudanças e não espere as dificuldades para agir”. 

Para quem se animar, o resumo da palestra dele está neste release do site da FDCL-MG

“Palestra com Luiz Felipe Scolari encerra programação do 11º EDP”

Felipão não imaginava que a batata dele já estava assada. Foto do encerramento da palestra, ontem, em Tiradentes para os presidentes das CDLs de Minas. (Foto: Foto: fcdlmg.org.br/palestra-com-luiz-felipe-scolari)

https://fcdlmg.org.br/palestra-com-luiz-felipe-scolari-encerra-programacao-do-11o-edp/