sábado, 13 de julho de 2024

Exposição de telhas da Catedral customizadas por artistas está aberta a visitação até sexta

No sábado (27) obras serão leiloadas e recursos serão direcionados para reforma da Igreja de Santo Antônio

Fotos: Divulgação

A exposição Relíquias da Casa do Senhor traz uma seleção de telhas da Igreja de Santo Antônio decoradas por Dona Terezinha Volpi (foto) e mais 11 artistas sete-lagoanos. As telhas ficam em exposição no Espaço Cultural Regina Márcia até dia 26, das 10h às 12h e das 14h às 18h (Rua Floriano Peixoto, 283, Centro). No sábado (27) as obras serão leiloadas e os recursos arrecadados serão direcionados para reforma da Catedral.

A iniciativa partiu de Ivã Volpi, artista sete-lagoano conhecido por ter criado o Galo Volpi do Atlético Mineiro e filho de Dona Terezinha Volpi, que faleceu recentemente e tinha grande participação nas atividades da Paróquia de Santo Antônio. Ivã conta que sugeriu ao pároco da Catedral e ele acolheu com muita alegria a iniciativa, assim como os artistas que prontamente abraçaram a ideia, são eles: Valdênia Volpi, Adriana Drummond, Dmtrius Cotta, Denise Dumont, Gilberto Barroso, Leandro Lupiano, Luciano Avelar, Luciano Ribeiro, Mário Loura e Sueli Machado. 

Em entrevista exclusiva ao 7DiasNews, Ivã Volpi detalha:

“A ideia da exposição do leilão das telhas da Catedral de Santo Antônio veio quando eu estava chegando na casa da minha mãe, Dona Terezinha Volpi, e a vi no quarto de costura, com 60 telhas lá no chão. Eram telhas centenárias, algumas até com vestígios das mãos de quem as fez em tempos longínquos. Telhas feitas nas coxas, por volta do ano de 1885. A telha é um símbolo interessante, a representação dela protege o divino, o sagrado, o segredo também. Fiquei surpreso ao ver aquele monte de telhas no chão, decoradas, com vários elementos, e essa cena no quarto de costura da minha mãe já é comum lá em casa. Ela, com a ajuda da minha irmã Valdênia, sempre ajudou nos preparativos das comemorações da Catedral. Na Catedral, dizerem que a nossa casa é uma extensão da Catedral. 

Então, eu perguntei sobre o destino das telhas e fiquei sabendo que seriam para ajudar na reforma da Catedral, reforma de extrema urgência, pois os pilares estão corroídos por cupim, pela ação inexorável do tempo, resolvi então fazer parte da Comissão de Restauração da Catedral para cumprir com minha responsabilidade social como artista e ajudar nessa causa já que a Igreja Católica sempre foi uma grande parceira e incentivadora das artes e seus mecenas, que trabalharam com grandes mestres na pintura, escultura e arquitetura, nos seus templos e nos seus quadros contando o aviso de Cristo. Então essa relação é muito íntima da Igreja com os artistas. 

Eu com a permissão do Padre Paulo e da Comissão de Restauração, convidei 10 artistas da cidade para juntos darmos mais valor a essas relíquias. Convidei na intenção não só de agregar valor material e artístico às telhas, mas também uma forma de chamá-los de volta junto dessas causas tão justas. São artistas de várias vertentes criativas que passaram por cima de tudo que eles fazem no seu cotidiano e aceitaram o convite para trabalhar numa telha livremente e testar sua criação usando uma telha. E não podemos deixar de dizer que Deus deu ao artista a oportunidade de criar. Não só em artes plásticas, em todas as profissões você pode ser um artista e nessa hora você tem uma ínfima ideia do que é ser Deus quando você cria alguma coisa. Então isso é maravilhoso, a pessoa encanta, você que faz e o que vê, nessa hora você é artista”. 

O leilão vai ocorrer no dia 27 de abril, das 20h às 23h, no Pátio da Igreja Santo Antônio, e todo recurso arrecadado será dedicado à restauração da Catedral.

Confira registros das peças decoradas por Dona Terezinha Volpi:

Por Ana Amélia Maciel