sábado, 13 de julho de 2024

Com um a menos durante a maior parte do jogo, uma boa estreia do Atlético contra o Corinthians | por Chico Maia

Muito boa, individual e coletivamente, a estreia do Atlético contra o Corinthians

Otávio fez mais uma boa partida pelo Galo. Foto: twitter.com/Atletico

Jogo bom de se assistir no Itaquerão. Os dois times querendo a vitória, jogando duro, mas se respeitando. O Galo não se intimidou, do princípio ao fim, e mesmo depois da expulsão do Battaglia, aos 48 do primeiro tempo não recuou. O meio campista atleticano já tinha tomado cartão amarelo aos 40 segundos de jogo por uma entrada mais dura.

No segundo tempo, o técnico Milito voltou com Igor Rabello no lugar de Igor Gomes. Recompôs aa defesa e manteve o time encarando os donos da casa. Aos 37 ele tirou Paulinho para a entrada de Scarpa, Aos 44 saiu Hulk para a entrada de Vargas. Aos 46, Scarpa bateu uma falta perto da área, nas mãos do Cássio. Aos 51, bateu outra e obrigou Cássio a fazer a melhor defesa da partida, espalmando pra fora uma bola que ia entrar na gaveta direita.

A lamentar a vista grossa feita pela arbitragem à entrada criminosa do Fagner no Zaracho. E o jogador do Corinthians não tomou cartão, mesmo sendo jogada mais violenta que as que motivaram a expulsão do Battaglia.

No twitter o @TBOesportes fez ótima observação a respeitto: “O lance do Fagner era para CARTÃO VERMELHO. O VAR na Neo Química Arena deve estar curtindo o programa da Eliana ou do Rodrigo Faro para não ver o lance crimonoso do Fagner”

Arbitragem do Rio de Janeiro: Yuri Elino Ferreira da Cruz, auxiliado por Rodrigo Figueiredo Correa e Thiago Henrique Neto Correa Farinha. O VAR com Daniel Nobre Bins. 

(Foto: twitter.com/Brasileirao)