quarta-feira, 17 de abril de 2024

Chico Maia – Vitória atleticana foi convincente sobre o Fortaleza

por Chico Maia

E gera novo ânimo com a derrota do Botafogo em casa para o Palmeiras. Faltando sete rodadas o campeonato ganha contornos diferentes já que a diferença de pontos do líder caiu para três pontos. Botafogo 59 pontos, Palmeiras 56, lembrando que o time carioca tem um jogo a menos.

O Galo fez um dos seus melhores jogos no ano contra um ótimo adversário, que também está na briga por vaga na Libertadores da América. Buscou a vitória desde o começo e não diminuiu a intensidade até o fim, merecendo o placar de 3 x 1.

Paulinho, impressionante, mais dois gols, consolida a sua marca de “rei” da Arena do Galo: 8 em sete jogos lá.

Foto: Pedro Souza/Atletico

E comemorou de punho cerrado, como o “Rei” I, Reinaldo, que imortalizou essa simbologia no futebol em defesa das liberdades e respeito. Também se referia à consciência negra (celebrado dia 20 próximo). Sobre isso, ele disse: “Lembrei que estamos jogando com a camisa. É um lembrete que não cabe mais preconceito. Fico feliz de fazer essa comemoração histórica para o ídolo do Galo”.

Também, emblemática a fala dele sobre o entrosamento com o Hulk que voltou a ser quase perfeito, como no início do ano: “O Felipão deu muita liberdade para mim, e para o Hulk. Para acharmos os espaços. Fico feliz de poder ajudar hoje com gols, e colocar o Atlético no G-4, lugar que ele merece”.

Essa fala gerou um comentário bem interessante do atleticano Henrique Galo no twitter:

@riquegalo “Deu liberdade, leia-se: distribuiu os coletes kkkk. Mas já tá ótimo, não atrapalhou e deixou os craques se entenderem’.

Imaginar que se tivesse cumprido direito o “dever de casa”que seria vencer o Curitiba e o Cruzeiro na Arena, o Atlético seria agora o vice líder, com 58 pontos, fungando no cangote do Botafogo, no lugar do Palmeiras.

Mas, como “se” não joga, que se contente com a entrada no G4 e se resigne com as falhas principa|mente do Felipão e dos jogadores, especialmente nestas duas partidas.

Foto: Pedro Souza/Atletico

Vale destacar a atuação do Rubens, no meio, caindo pela esquerda. Grande partida, boas assistências e ajuda na marcação e criação. Felipão poderia ter pensado nessa alternativa algumas rodadas atrás.

Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3